pais-lendo-com-os-filhos

Todos eles desejam a mesma coisa:

Proporcionar o melhor futuro para os pequenos.

Mas como isso deve ser construído?

Quem possui o papel mais importante na educação das crianças e adolescentes?

Muitas pessoas acham que aprender a cuidar de um bebê é o maior desafio de pais de primeira viagem.

Embora isso esteja muito longe de ser uma tarefa fácil.

A maioria dos pais concorda que o que dá medo de verdade é perceber que o seu “bebê” já exprime seus desejos, demonstra a capacidade de chantagear e possui inúmeras perguntas constrangedoras para fazer a você.

Muito mais do que cuidar das necessidades básicas de uma criança, educar é colaborar com a construção de uma personalidade, desencorajar as tendências consideradas negativas e encorajar as positivas – e isso é absurdamente difícil de fazer na prática.

O Desafio Começa Em Casa

familia-estudando

Nem todas as crianças são educadas por pais, seja biológicos ou adotivos.

Há também quem é educado por avós ou tios, por exemplo, que acabam por tomar para si o papel de pai e mãe e tentam fazer o melhor ao seu alcance para cumpri-la.

Muitos pais ou pessoas que tomam para si a responsabilidade de educar uma criança desejam dar a ela o melhor futuro e prepará-la para os infortúnios da vida.

Não é incomum que alguns erros ou falhas na educação acabem por ser cometidos sem intenção, por não saber como se posicionar diante de uma situação específica.

Para facilitar este processo é preciso ter em mente uma coisa, acima de todas as outras:

A educação de um ser humano é algo que precisa ser levado a sério desde o início.

Não tente pensar que brigas, cenas de violência, sórdidas, mórbidas ou inapropriadas de um modo geral para crianças serão esquecidas, só porque ainda são muito pequenas.

Tudo fica registrado em suas mentes, ainda que somente em seu subconsciente, podendo levá-las a repetir o ato no futuro sem ter ideia do motivo pelo qual o fazem ou mesmo desenvolver traumas relacionados à experiência.

Se você precisa educar uma criança, tenha em mente que isto deve constar como prioridade em sua vida e você deve se dedicar o máximo que puder.

As primeiras impressões e experiências são adquiridas através dos pais, avós, ou pessoas que cumprem com o papel da educação das crianças.

Devido ao fato de passarem os primeiros anos de vida em contato constante com essas pessoas, sua personalidade certamente será moldada com forte influência delas: alguns conceitos de certo e errado, valores, modo de falar, sotaque, hábitos alimentares e intrínsecos à rotina serão facilmente absorvidos, pelo menos até os sete anos, quando os pilares da personalidade são construídos.

Assim, é bastante comum que as crianças já cheguem na escola com alguns valores definidos em suas mentes, bem como crenças e traços culturais trazidos de casa, que determinam a realidade em que vivem naquele período de suas vidas.

Na Escola

professoras-e-alunos

A educação de uma criança também recebe forte influência da escola na qual ela estuda.

Em geral, essa influência é permitida pelos pais, que não só viabilizam seu contato com os professores, colegas e outros profissionais da escola como legitimam a autoridade do professor, afirmando coisas como: “obedeça o seu professor, ele tem muito a lhe ensinar”.

Desse modo, a criança tende a acatar tudo o que o seu mestre defende, de modo que sua educação ganha elementos adquiridos também fora de casa.

Por essa razão, é muito importante que você escolha um colégio que partilha dos seus valores, independente de quais sejam.

Caso contrário, é bem provável que o seu filho enfrente problemas consigo mesmo e com você, ficando confuso e questionando os valores que você havia passado a ele antes que entrasse na escola.

Pais e Professores

reunião-de-pais

Enfim, é possível concluir que a educação do seu filho será moldada tanto por você quanto pela influência que receberá do colégio no qual você decidir matriculá-lo.

O convívio diário com colegas e professores fornecerá outros elementos para a formação de sua personalidade e seu aprendizado como um todo.

É importante ter em mente que o seu filho não reproduzirá 100% das coisas que você ensina a ele, mas certamente terá em sua essência as informações que recebeu na mais tenra infância, como base na qual se apoia o seu caráter.