Descubra como você pode ajudar o seu filho a planejar a rotina de estudos e como esta medida pode torná-los mais eficientes.

Independente do sonho de carreira que o seu filho tenha, aquela velha história de estudar “tudo” e o dia todo já foi contestada milhões de vezes.

Porém, o conteúdo programado pelas escolas e a demanda de profissionais com conhecimento cada vez mais amplo só cresce.

A tecnologia e a ciência avançam vertiginosamente, desmentindo velhas teorias, acrescentando novas e muito mais complexas.

O que fazer?

Aconselhar o seu filho a estudar o máximo de conteúdo que conseguir nas horas livres ou deixá-lo falhar em algumas disciplinas?

Adotar atitudes extremas nunca foi uma escolha racional, portanto é muito mais garantido buscar aquele meio termo sensato e tentar ganhar em todos os aspectos.

Descubra neste texto como você pode fazer com que seu filho se dedique à escola de forma tranquila, domine todo o conteúdo e ainda desfrute de uma vida social saudável.

Cria hábitos desde o ensino fundamental

criança-feliz-na-escola

Embora muitas pessoas não se atentem a isso, o ensino fundamental é de extrema importância para que o aluno aprenda a cultivar sua disciplina com relação aos estudos.

Muitos alunos tentam revolucionar suas vidas quando ingressam no ensino médio e a depender da carreira, curso e universidade que escolhem para prestar vestibular, esta “revolução” pode ser tardia.

O conteúdo do ensino fundamental constrói bases fortes para disciplinas mais complexas que o aluno passa a ver no ensino médio e que exige que ele domine todo o conteúdo que foi ensinado anteriormente.

Em teoria, subentende-se que o aluno que passou para o ensino médio domina o ensino fundamental.

Na realidade não é bem assim.

Na maioria dos casos, os alunos passam com um “rendimento x” para o ensino médio e esse rendimento será reflexo de seu sucesso no vestibular.

Por isso, você (pai e mãe) pode, desde cedo, ensiná-lo como organizar os seus estudos, bem como a importância de levar uma boa vida escolar e evitar que tudo se acumule nos últimos anos.

É importante explicar que não é possível estudar o conteúdo de oito ou nove anos em apenas três, especialmente quando o conteúdo destes últimos três é mais pesado do que os anteriores e precisa ser adequadamente estudado.

Tente mostrar casos de pessoas que deixam tudo para a última hora e acabam por não conseguir o objetivo.

Em suma, faça com que o seu filho viva seguindo a máxima: “nunca deixe para amanhã o que você pode fazer hoje!”

Você sabe como seu filho estuda?

qual-a-importancia-habilidades-nao-cognitivas

Estudar em casa ou na biblioteca após as aulas não tem segredo:

Basta sentar, pegar os livros e cadernos e concentrar-se.

O que muda de aluno para aluno são os seus objetivos.

Alunos que desejam prestar vestibulares que não são muito concorridos podem argumentar:  “Não há necessidade de que eu me esforce tanto!”

E você deve concordar que este é um argumento válido sob certo ponto de vista.

Porém, é importante mostrar aos filhos que independente da necessidade, é conveniente que sejamos sempre os melhores que pudermos.

Afinal, nunca saberemos quando um imprevisto começará a surgir, como uma área que não é tão concorrida ou valorizada passar a ter valor repentinamente.

Assim, é importante que você conheça o seu filho e saiba quais são os objetivos dele.

Converse sobre o que ele deseja ser profissionalmente, sobre as faculdades nas quais pensa em estudar e que tipo de carreira deseja seguir.

Pergunte como ele se imagina vivendo no futuro e descubra qual é a área do conhecimento com a qual tem mais afinidade.

Se perceber que ele é ambicioso e sonhador, tente colocar seus pés no chão e mostrar que há milhões de pessoas no mundo também ambiciosas e sonhando alto, mas que somente aquelas que trabalham duro com consciência e de forma racional e sensata conseguem chegar lá.

Uma vez conversados, ajude-o a definir o mais importante: o plano de estudos!

Como planejar?

organizacao-e-disciplina

 

Mesmo que a vontade seja grande de estudar, não há nada pior do que gastar energia e não atingir o objetivo por falta de planejamento.

Por isso, ajude o seu filho a preparar um cronograma de estudos equilibrado, para que ele estude todas as disciplinas de maneira mais ou menos igual.

Sempre vale dedicar um pouco mais de tempo àquelas com as quais se tem maior dificuldade e menos tempo com as que são mais fáceis.

O ideal é estudar todos os dias após a escola e procurar variar as horas de estudo em cada dia.

Se ele tem aula de inglês, por exemplo, sugira uma carga horária de estudos extraclasse mais leve neste dia.

Nos dias em que está livre, pode dedicar um pouco mais de tempo sem se cansar.

O importante é acompanhar o que os professores estão passando naquele período e nunca estudar de forma indiscriminada, seguindo outras fontes.

Se o seu filho conseguir se disciplinar para estudar um pouquinho a cada dia desde o ensino fundamental e lutar contra a instabilidade, terá grandes chances de ingressar rapidamente na faculdade e curso que deseja fazer, além de tornar-se um profissional responsável e eficiente, que sabe lidar com as suas obrigações!