dificuldade-de-compreensão

Você é uma mãe atenciosa?

Pois pais atenciosos sempre desejam que seus filhos se saiam bem em todas as atividades nas quais se empenham, afinal, sempre querem o melhor para eles.

Ficam felizes quando os filhos tiram boas notas na escola, quando são elogiados por professores e outros adultos e também quando demonstram talento para alguma atividade extraclasse como línguas, artes marciais, dança, teatro, etc.

Toda e qualquer conquista de um filho é motivo de grande alegria para os pais.

Aprovação em vestibulares, concursos e até a conquista da habilitação para dirigir sempre fazem que os pais sintam que o seu dever foi cumprido e que o seu esforço na educação de seus filhos valeu a pena.

Pensar assim não é errado!

No entanto, nem sempre os pais conseguem que os seus filhos encontrem o caminho para o sucesso tão facilmente.

É comum que dificuldades apareçam pelo caminho.

As que trazem maior preocupação para os pais são, geralmente, associadas às dificuldades que os filhos têm na hora de absorver algum conteúdo, prestar atenção ou ter disciplina em sala de aula.

  • Você já passou por isso?
  • Já sentiu que investiu nos melhores profissionais educadores e que o seu filho não consegue acompanhar?
  • Percebe que ele sofre dificuldade para aprender?

Não há motivo para desespero ou medidas muito drásticas!

Confira a seguir alguns problemas e possíveis soluções recomendadas para pais preocupados com problemas de aprendizagem dos filhos.

Descubra o Motivo

aluno-distraido

As dificuldades de aprendizagem ou compreensão de conteúdo escolar ou de qualquer outra atividade extraclasse podem ser associadas a diversos fatores.

Para que os pais possam ajudar os seus filhos a lidar com este tipo de problema, é fundamental que descubram o que o está causando!

Os fatores podem ser genéticos, orgânicos e também emocionais.

Os fatores emocionais podem ser descobertos quando os pais acompanham de forma mais atenta a rotina dos filhos.

A falta de sono, a ansiedade, o nervosismo e a timidez em excesso constituem motivos suficientes para inibir a capacidade de aprendizagem de uma criança ou adolescente.

Por isso, procure descobrir se o seu filho fica acordado até tarde ou se não se sente à vontade em público.

Fatores como estes podem ser resolvidos com a ajuda de um psicólogo, a adequação da rotina em horários melhores e até mesmo com um bom diálogo.

Sentindo-se apoiado pela família, há mais chances de que se sinta mais seguro no ambiente escolar.

Fatores genéticos e orgânicos também podem ser reversíveis, seja com medicamentos, terapia ou com abordagens especiais do conteúdo que ele deve aprender na escola.

Em todo caso, quando o problema se mostra mais grave, é interessante procurar a ajuda de um médico especializado ou psicólogo.

Dislexia? O Que É?

dislexia-causas-e-dificuldades

A dislexia tem ganhado espaço nas discussões pedagógicas nos últimos anos, o que felizmente torna mais fácil que os pais a conheçam e tomem medidas no sentido de auxiliar os filhos que sofrem do problema.

Estudiosos afirmam que sua origem está em questões genéticas.

No entanto, ainda não há provas científicas de que realmente o seja.

A dislexia consiste na dificuldade que o aluno apresenta de compreender a leitura e a formação das palavras, bem como de números e sua escrita.

Os principais indicadores são sílabas e letras invertidas, pular linhas de forma aleatória, numerais escritos ao contrário e outros no mesmo sentido.

A dislexia pode ser revertida quando o aluno conta com um acompanhamento especial, capaz de compreender o problema e atuar de forma a lidar com cada dificuldade.

Uma criança disléxica está muito longe de ser uma criança incapaz ou preguiçosa.

Se trata simplesmente de um obstáculo que pode ser revertido, sem comprometimento de seu futuro escolar, acadêmico ou profissional.

No entanto, é fundamental que a abordagem do conhecimento se dê de forma especial.

TDAH – Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

aluno-com-desvio-de-atenção

Como o próprio nome sugere, este transtorno geralmente caracteriza as crianças mais agitadas e hiperativas, que apresentam dificuldade em se concentrar e se acalmar para absorver alguma informação ou até mesmo de permanecer quietas durante o período das aulas.

As causas do TDAH são, geralmente, emocionais.

Com o tratamento correto, são facilmente revertidas.

É importante ressaltar que os pais devem procurar um médico especializado no assunto para fazer o diagnóstico e apresentar o tratamento adequado.

Quanto antes você identificar este tipo de problema em seu filho, mais cedo ele se livrará da dificuldade de aprender, tendo menos prejuízos no que diz respeito ao seu rendimento escolar.

Encontrando Soluções

mae-conversando-com-filha

Não há uma fórmula mágica para resolver problemas relacionados à falta de atenção, disciplina e compreensão do conteúdo escolar.

É bastante normal que crianças e adolescentes passem por fases difíceis, que deixam os pais enlouquecidos de preocupação, a pensar que o problema será definitivo.

Portanto, o melhor a se fazer ao sentir que o seu filho passa por algum problema do tipo, é encontrar as causas.

  • Você conversa frequentemente com o seu filho?
  • Dialoga com ele?
  • Adota uma postura agressiva, baseada em cobrança de resultados?
  • É muito rígido?
  • Ou simplesmente deixa que ele viva da forma que achar melhor, sem cobrança alguma?

Entre estes dois extremos, há um meio termo capaz de eliminar diversos problemas.

Embora não seja saudável que os pais sejam verdadeiros tiranos dentro de casa, muito pior é pensar que o seu filho já é um adulto capaz de tomar conta de sua própria vida.

Tente pensar em quantas vezes por ano você, que é de fato um adulto se sente perdido ou sem saber o que fazer.

Agora imagine este tipo de sensação na mente de uma criança ou adolescente.

Seria pesado, não é mesmo?

Por isso, procure estabelecer, antes de tudo, um laço de amizade e confiança com o seu filho.

Se mostre aberto para que ele conte a você seus maiores medos, dificuldades, incertezas e mantenha-se atento à sua rotina e hábitos, especialmente aos excessos a que ele pode se entregar.

Para resolver qualquer tipo de problema, independente de sua natureza, o primeiro passo é conhecer este problema e admitir a sua existência.

A partir daí, a solução estará ao seu alcance!